11 2591-3900

Pequim encerrará todas as usinas de carvão até 2016

NOTÍCIA

Pequim, capital da China, está finalmente pronta para retroceder seu hábito de energia a carvão. A cidade acaba de anunciar planos para encerrar a última de suas usinas restantes até 2016. A mudança será para centrais elétricas alimentadas a gás, que são significativamente mais limpas e produzem até 2,6 vezes mais eletricidade do que as que são à base do minério. 

Lá, a poluição no ano passado foi quase o dobro do padrão nacional. O corte dessas usinas vai reduzir o uso de carvão por 9.2 toneladas métricas por ano e 30 milhões de toneladas de carbono deixarão de poluir a atmosfera, segundo estatísticas divulgadas oficialmente. 

O encerramento de fábricas também é uma tendência em todo o país. A China é, atualmente, o maior emissor mundial de dióxido de carbono e enfrenta pressão tanto em casa quanto no exterior para cortar suas emissões e amenizar os grandes problemas de qualidade do ar - tudo causado pela aceleração da economia de crescimento mais rápido do mundo.

"A maioria dos poluentes vêm da queima de carvão, de modo que o encerramento terá um impacto claro para reduzir as emissões", disse uma analista de Pequim, Tian Miao. "A substituição por gás natural será muito mais limpa, com menos poluição, embora com um custo um pouco mais alto", declarou. 

O país também planeja fechar mais de duas mil minas pequenas de carvão até o final de 2015. Atualmente, a China obtém cerca de 64% de sua eletricidade a partir desse material (em comparação com cerca de 30% nos EUA). Fechar essas usinas é um passo fundamental para os planos do país em reduzir a poluição causada. Ao mesmo tempo, o país aparece como um grande investidor de hidrelétricas, energia solar e eólica, enquanto procura reconstruir seu programa de energia nuclear.

Fonte: Ecoguia

MÍDIAS SOCIAIS

SOLICITE UM ORÇAMENTO

A EMPRESA

SERVIÇOS

ESTRUTURA

DESTINAÇÃO

ACONTECE NO MUNDO

CONTATO

11 2591-3900

© Translix 2014. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento Alliance Comunicação Sustentável