A área de armazenamento de resíduos de uma empresa, se torna uma estrutura indispensável para uma boa gestão interna e administração de recursos. Somente com uma área de armazenamento bem planejada, é possível manter a higiene dos locais de manuseio de resíduos e garantir a aplicação de uma política ambiental que consiga promover a redução de custos de operação do negócio.

Mas, embora a importância desse item estrutural sustentável, muitas vezes a área de armazenamento dos resíduos são mal planejadas ou negligenciadas no projeto do estabelecimento, precisando ser adaptada posteriormente para atender às demandas do negócio.

Para evitar essa dor de cabeça, preparamos esse texto com tudo o que você precisa saber para planejar o local de armazenagem da sua empresa e, assim, garantir que o prédio onde o seu negócio está instalado esteja preparado para receber o seu negócio. Boa leitura!

O que levar em consideração na hora de planejar a área de armazenamento de resíduos?

Nos imóveis comerciais que já são construídos para atender às demandas de modelos específicos de empresas, como comércios, restaurantes, indústrias ou galpões logísticos, a área de armazenamento de resíduos é um item que já consta no projeto.

Dependendo das necessidades da empresa, pode ser que algumas adequações sejam necessárias para comportar o tipo de resíduo gerado pelo negócio. Entretanto, ao instalar sua empresa neste tipo de edifício, o gestor poderá contar com uma infraestrutura mínima necessária para sua política ambiental.

Entretanto, quando o imóvel é adaptado para receber a atividade desenvolvida pelo estabelecimento, a construção de uma área de armazenamento de resíduos pode ser mais desafiadora por envolver alterações no projeto estrutural do edifício.

Como cada metro quadrado é muito valioso, sobretudo em áreas urbanas como São Paulo, é preciso saber exatamente o que é esperado da área de armazenamento de resíduos – para que o espaço do imóvel tenha o melhor aproveitamento possível.

Seja para adaptar uma área já existente ou planejar do zero uma área de armazenamento de resíduos, os itens que precisam ser levados em consideração são os seguintes:

Volume de resíduos gerados pelo estabelecimento

A informação mais importante que o gestor deve ter para poder fazer o planejamento da área, inicia-se  com o volume de lixo gerado pelo estabelecimento. Se o estabelecimento já está em operação, a estimativa do volume de resíduo torna-se simples de ser calculada, afinal, basta consultar o Plano de Gerenciamento de Resíduos do estabelecimento para conhecer essas informações.

Entretanto, para estabelecimentos que ainda estão em fase de instalação é preciso estimar o volume de resíduos com base nas informações do Plano de Negócios, como o rendimento médio esperado e os custos estimados para a operação.

Em ambos os casos, vale a pena planejar a área de armazenamento de resíduos com um espaço extra que comporte o crescimento do negócio. Assim, sua empresa poderá crescer sem precisar enfrentar reformas e quebra-quebra.

Frequência dos serviços de coleta

Outra informação relevante para o planejamento de uma área de armazenamento de resíduos, seria a frequência com que o estabelecimento é atendido pelo serviço de coleta. Sabendo com que frequência o serviço de coleta fará a retirada do material, fica mais fácil determinar o volume de resíduos que precisarão ser armazenados, e por quanto tempo o estabelecimento precisará manter esse material em sua área de armazenamento de resíduos.

Recipientes utilizados para o acondicionamento de resíduos

A escolha de recipientes adequados pode ajudar a otimizar o uso da área de armazenamento. Equipamentos como compactadores estacionários – ajudam a reduzir a necessidade de espaço, ao passo que contêineres com rodízios facilitam o uso e transporte do material.

Ter em mente os tipos de recipientes que serão utilizados para acondicionar os resíduos da empresa , se torna uma informação crucial ao planejar a área de armazenamento. Dependendo do tipo de recipientes, portas mais amplas, rampas e outros itens podem se tornar necessários.

Tipos de resíduos gerados pelo estabelecimento

A escolha do recipiente de acondicionamento, dependerá do tipo de resíduo gerado pelo estabelecimento. Portanto, conhecer os tipos de resíduos produzidos pela atividade desempenhada pelo negócio, é indispensável para fazer o planejamento da área de armazenamento.

Por exemplo, para resíduos orgânicos produzidos em grandes quantidades, pode ser interessante o uso de uma compactador estacionário, que ajuda a ganhar espaço. Por sua vez, empresas que geram uma grande quantidade de resíduos recicláveis secos, como plásticos, podem ser beneficiadas de recipientes com capacidade para acondicionar materiais volumosos, por exemplo, contêineres e caçambas.

Localização da área de armazenagem de resíduo

Por fim, para um bom planejamento das áreas de armazenamento de resíduos, é preciso analisar estrategicamente a planta do estabelecimento, identificando quais pontos possuem fácil acesso, considerando tanto às fontes geradoras de resíduos como às áreas de coleta.

Com todas essas informações em mãos, planejar a área de armazenamento de resíduos da sua empresa  – será simples e o resultado será assertivo e estratégico. E, dispondo de um item estrutural indispensável como esse, sua empresa poderá colocar em prática um plano de gerenciamento de resíduos eficiente e sustentável!02

Open chat
1
Olá!
Como posso ajudar?
Powered by